II Encontro dos Fãs de Rita Lee no dia 13/12/2014, em São Paulo

Aqui estamos nós em Dezembro, um mês muito especial: o do nascimento da Artista mais incrível que este planetinha acanhado já viu!

Para comemorar estaremos juntos, em São Paulo, no dia 13/12, a partir das 14:00 horas na portaria do Hotel Ibis, Paraíso. De lá partiremos para uma aventura lee por lugares importantes na vida e carreira de Rita.

É importante que você confirme a presença! Estamos com um grupo no whatsapp exclusivo para o evento, você pode procurar por Victor Tabosa para ser adicionado ou deixe o seu contato aqui.

Um abraço.

OBS.: O selo que homenageou a Rita, ideia do nosso Fã Clube, já seguiu para os endereços dos que o solicitaram. Muito obrigada pela participação. E viva Rita Lee!

Comentários

  1. Sobre o Encontro deLeecia de ontem, posso dizer que foi muito especial. Primeiro porque conheci pessoas adoráveis (Victor Tabosa, Antonio Carvalho e Evelynne), da melhor qualidade. Depois porque visitar ou revisitar os locais Lee é sempre uma viagem quase que indescritível, indivisível. Bem, vou tentar falar algo aqui.

    Nos encontramos no Ibis do Paraíso, por volta das 14h16 e, de lá, já partimos para a aventura, pois, percebemos que, das várias pessoas que se empolgaram em participar do Encontro, pouquíssimas se manifestaram sobre a possibilidade ou não de chegar. Eu fiquei de "guia" do pessoal e errei o caminho do primeiro ponto (que seria a Rua Joaquim Távora)... rsrsrs... Fiz os bichinhos andarem à beça... Tadinhos! Por outro lado, foi bom porque rolaram altos papos Lee e tudo mais! Enfim... Depois de nos percebermos perdidos na selva da Aclimação, pegamos um táxi e fomos para a Rua Pelotas, para a primeira emoção - a casa onde Rita morou em 1976, época em que foi presa. Aparentemente, o sobrado tutti-frutti da Rua Pelotas continua intacto, como era na época. No local funciona uma lavanderia que, infelizmente, estava fechada (é claro que eu queria entrar e fuçar tudo o que fosse possível!). Fotografamos, trocamos várias ideias, dividimos emoções e ficamos imaginando coisas ali... E, claro, sentimos falta da Norma! De lá, fui apresentar o Sesc Vila Mariana para todos - uma pausa para a água, cervejinha e mais papos Lee.

    Com muita tranquilidade, seguimos para a Rua Joaquim Távora. É claro que, infelizmente, é impossível não ficar triste por não encontrar a casa onde Rita viveu a infância e adolescência. Para quem não sabe, a casa foi demolida e uma igreja foi construída no terreno! $*@%¨#%&**%#! é o que tenho a dizer sobre isso, apenas. De qualquer forma, a rua mantém algumas construções da época e é possível sentir o do clima dos tempos da nossa Ritinha levada, aprontando por aqui e por ali. Ah, claro, sentimos falta da Norma!

    ResponderExcluir
  2. Depois, pegamos o metrô rumo ao Liceu Pasteur! Para mim, foi a parte mais emocionante do passeio, pois, eu não conhecia. Que lugar leendinho! Tinha um portão aberto e nós entramos em um pátio, olhamos as salas que ficam no térreo, através de janelas sem cortinas... Caminhamos por tudo ali... Que viagem! Mais emoções Lee... Depois queríamos ir para entrada principal para fotografarmos na famosa escada onde Rita tirou aquela foto clássica com sua turma, em 1954. Porém, o segurança não permitiu a nossa entrada. Fiz a proposta de pularmos o portão, mas, não foi aprovada. rsrsrs...

    Um parêntese: a Evelynne, mãe do Victor é uma fofura! Super mãezona, acompanhando a gente, tirando todas as fotos e compartilhando com a maior paciência os delírios desses maluquinhos por La Rubia. Uma linda!

    Já era quase noite quando fomos para a Pompeia! Pompeia, meu! Na casa Mutante! Eu também quis pular o muro, mas, Antonio alertou sobre os cacos de vidro... rsrsrs... Engraçado que o morador de lá estava com a janela aberta ouvindo rock progressivo! Foi hilário. Bem, mais fotos e, claro, mais viagens e emoção. Aproveitei e mostrei a casa do vizinho, Luiz Carlini. Eu queria ir tomar um chá lá, mas, achei melhor para com isso. rs... Ah, tem mais uma coisa: sentimos falta da Norma.

    Para finalizar, um programinha básico paulistano! Pizza! Na Pompeia mesmo! Depois, pegamos um ônibus para curtir melhor a paisagem, demos um super rolê na paulista, entregamos Victor e Evelynne no hotel e seguimos para o metrô, onde me despedi de Antonio.

    Bem, eu só tenho a agradecer a esses queridos pelo dia de ontem! Muito legal poder ter conhecido pessoas tão bacanas e que compartilham do grande amor por Rita Lee. Eu aprendi muito, afinal, eles são fãs bem mais dedicados do que eu. Foi divertido! Foi feleez! Agradeço por eles terem aguentado a matraca aqui, que não parava de falar! E, em especial ao Antonio, que não se aborreceu quando o chamei de Paulo! rs

    Norma, sentimos muito a sua falta. Nosso passeio seria bem mais rico do que já foi se você estivesse junto, mas, compreendemos! Que venham os próximos e que você e todos outros nossos queridos que não puderam vir compareçam! Vale a pena!

    Beijão pra todos!

    Denise

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, obrigada pelo relato, vamos transformar isso em post. Bjs

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Rita Lee é a Artista com mais canções em trilhas de novelas

Rita Lee: entrevista exclusiva para este blog

Os sete últimos shows de Rita Lee, entre 2012/2013