Santa Rita do Rio - Rita Lee e o show na Praia de Copacabana em 20/01/2007

Hoje é Dia do Padroeiro da Cidade do Rio de Janeiro e há exatos 8 anos Rita fez um memorável show na Praia de Copacabana, o qual tive a sorte de filmar a passagem de som (colocarei no Youtube um dia, embora a qualidade da imagem não esteja muito boa) e alguns momentos da apresentação.
Foi um dia inesquecível, no qual levei a faixa que solicitava que dessem a cidadania carioca a ela (e que ganhou em maio daquele ano) e também por ter sido o dia em que ela conheceu a minha mãe.
Resolvi relembrar, republicando esse post, originalmente publicado em 21/01/2007.

Estas duas aí embaixo vocês já conhecem...


Exatamente, absolutamente certo, eu e Fernanda Lee (a das tatuagens do Réveillon e de outras aventuras Rita Leestícas, lembraram, heim???). À dupla, juntou-se Mirta, diretamente de Brasília. Se lerem os dizeres ao alto, na foto abaixo, saberão que estávamos nos preparando para assistir ao show da Rainha Rita Lee, no dia do Padroeiro da Cidade do Rio de Janeiro, na Praia de Copacabana:

Pois é, caríssimos. Chegamos no local do show às 17:00h e lá encontramos alguns birutas vindos de toda a parte do Brasil. Mal chegamos e a passagem do som começou. Eu estava segurando duas faixas de 4 metros e sem saber muito bem onde as colocaria quando escuto uma voz falando no microfone assim: "Norma comandando a tropa". Era o Roberto de Carvalho - pasmem - e quase tive um treco ali por causa disso. De repente, não mais do que de repente, chegou Ela, a nossa deusa escarlate com asinhas de fada, para passar o som de três músicas que foram incluídas na apresentação "Flagra", "Minha fama de mau" e "Valsa de uma cidade". Foi aquele auê, ainda bem que eu resolvera levar minha filmadora e registrei nossa musa nos brindando com aquele verdadeiro presente. .. quero dizer, tentei registrar, porque a minha emoção não me deixa filmar Rita, mas dá pra aproveitar uns 8 minutos pro You Tube, hehe. Ela perguntou se  a praia estava boa e que achava a água gelada "Paulista é fogo" - afirmou. Depois perguntou se achávamos que ia chover. Imagina. Com aquela flor ali, o sol logo aparece para ela abrir as pétalas.
Depois da passagem, a Bela caminhou pela calçada de Copacabana em direção ao hotel em que estava hospedada, do qual já tinha dado um aceninho para os fãs que ali estavam. Norma Leema perdeu essa, mas a passagem e o passeio Dela, estão aqui pra dividir com vocês:

E adivinhem quem deu o grito de guerra ao ver a aparição em plena Copacabana ? Exatamente! Eu mesma!!! Os coitados dos seguranças tiveram trabalho pra conter as pessoas que também testemunhavam a aparição da Santa no calçadão de Copa, todos queriam fazer um pedido e tocar na imagem. A novidade foi a presença de Ziza Lee, o bebê simpatia de 2006 que, pelo jeito, vai repetir a performance em 2007. Posou para nossas lentes, deu canja com os avós no show com direito a aceninho pros fãs. Reparem só, Miss Ziza lado a lado com uma foto de Rita quando era bebê e tirem as suas conclusões:


Zizinha dando canja com Rita e Roberto:


Quando Rita entrou no palco, a criatura que vos escreve ergueu uma faixa com os dizeres "RITA LEE CIDADÃ CARIOCA". Rita disse que tinha gostado e que gostaria de ser, queria saber o que era preciso fazer. O fato é que já teve blog de jornalista de "O Globo" comentando da faixa, mas vamos aguardar mais notícias. Mais uma foto do show de Rita e Roberto:
Ao vir para o Bis, l ela cantou de forma inesquecível "Valsa de uma cidade", dando belos passos de valsa para nossas cansadas retinas cariocas de verem tanta baixaria na política, na saúde e na educação. Nessa hora, a palhaça aqui levantou a outra faixa com os dizeres "SANTA RITA DO RIO". Reparem na frase da blusa de Dona Rita ("Eu sou o Rio"), e também na sua barriguinha à mostra!

Pra terminar, Rita me pediu que eu levasse minha mãe para vê-la quando ficasse boa. Bem, ela recebeu alta provisória do hospital, mas voltará dia 28 para fazer a cirurgia. Nesse meio tempo, deu uma chegadinha no show, segurou as faixas comigo e foi dizer pra Rita que sabia todas as músicas porque eu ouvia o dia inteiro, desde criança. Conheçam a sofredora mãe de uma fanática e pra concluir a noite mais linda de janeiro, eu e Ela. O engraçado foi que eu abracei a Rita e falei (pra variar) "Eu te amo! Eu te amo!" e a minha mãe do lado: "Não exagera, né Norma?" 




Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Rita Lee é a Artista com mais canções em trilhas de novelas

Rita Lee: entrevista exclusiva para este blog

Os sete últimos shows de Rita Lee, entre 2012/2013